Aishiteruze Baby

5.00 avg. rating (98% score) - 1 vote
Kippei é um adolescente despreocupado e namorador, e assim continuaria por tempo indeterminado caso Yuzuyu não aparecesse em sua vida. Ela é sua prima de 5 anos, cuja mãe – Miyako – abandonou-a. A familia divagava sobre o que fazer, até que a irmã mais velha de Kippei decide que até que Miyako retorne, será Kippei que cuidara da pequena Yuzuyu. Mas será capaz de tomar conta dela de forma responsável?

Aishiteruze Baby

Titulo: Aishiteruze Baby
Gênero: Drama
Estúdio: Studio Deen
Formato: Série de TV / 26 episódios
Ano de produção: 2004

 

Aishiteruze Baby é um daqueles animes que são melhores do que aparentam ser de inicio. Sendo que os dois personagens principais são um adolescente e uma menina de 5 anos, poderia se pensar que haveria um eventual romance entre eles, deixando esta série com um ar de pedofilia… mas quão enganada é esta perspectiva. Em verdade é um anime shoujo que demonstra um belo e tocante drama social. Todavia… se a pessoa não gostar dos personagens, também não gostara deste anime.

O tema central são os personagens, seu desenvolvimento, seus momentos de alegria e tristeza onde é mostrado ocasiões cômicas em contrapeso a cenas mais sérias. Temos Kippei que de inicio aparenta ser um jovem preguiçoso e irresponsánvel, mas eventualmente aceitando sua responsabilidade com Yuzuyu, e importando-se verdadeiramente com ela. Naturalmente que, sem ter nenhuma experiência anterior com crianças, de inicio ele acaba proporcionando algumas situações constrangedoras; vide caso do onigiri. Yuzuyu é uma criança inocente e kawaii, e comportando-se de fato como uma, e não como um adulto em miniatura que costuma ocorrer em algumas séries; sendo interessante notar que ela foi dublada realmente por uma criança e não por um adulto como costuma ocorrer. Enquanto que os personagens secundários também marcam presença forte, em especial a colega de classe do Kippei, Kokoro. Além de Shouta-kun, um dos amigos de Yuzuyu no jardim de infância.

O diálogo na série costuma ser simples, até porque o drama real ocorre dentro dos corações e das mentes dos personagens.

A arte-final é razoável, enquanto que o character design por vezes tem falta de detalhes, sendo que a animação demonstra um baixo orçamento na produção, fazendo que nem pareça um anime produzido em 2004. Quanto a trilha sonora, foi usado canções suaves na abertura e encerramento, assim como nas músicas de fundo, que embora escassas, são colocadas em uso de forma inteligente. Entretanto, de tão suaves, podem fazer adormecer os mais desatentos…

Ainda que este anime tenha sido uma boa adaptação do mangá de mesmo nome, é sempre bom lembrar que o ultimo volume do mangá (vol. 7) foi lançado no ano seguinte ao da produção deste anime.

Fonte: Oryon
5.00 avg. rating (98% score) - 1 vote

Comentários

Facebook